terça-feira, 18 de abril de 2017

Confissões do Crematório de Caitlin Doughty



Sinopse: Ainda jovem, Caitlin conseguiu emprego em um crematório na Califórnia e aprendeu muito mais do que imaginava barbeando cadáveres e preparando corpos para a incineração. A exposição constante à morte mudou completamente sua forma de encarar a vida e a levou a escrever um livro diferente de tudo o que você já leu sobre o assunto.
Confissões do Crematório reúne histórias reais do dia-a-dia de uma casa funerária, inúmeras curiosidades e fatos filosóficos, históricos e mitológicos. Tudo, é claro, com uma boa dose de humor. Enquanto varre as cinzas das máquinas de incineração ou explica com o que um crânio em chamas se parece, ela desmistifica a morte para si e para seus leitores.
O livro de Caitlin – criadora da websérie Ask a Mortician – levanta a cortina preta que nos separa dos bastidores dos funerais e nos faz refletir sobre a vida e a morte de maneira inteligente, honesta e despretensiosa – exatamente como deve ser. Como a autora ressalta na nota que abre o livro, “a ignorância não é uma bênção, é apenas uma forma profunda de terror”.

Biografia, Autobiografia, Memórias / Literatura Estrangeira / Não-ficção / Romance policial / Suspense e Mistério

Resenha: A Morte Sempre Chega

Lendo essa preciosidade,muitas vezes pensei em abandoná-lo e ainda bem que não fiz isso!
Caitlin Doughty fala de forma crua sobre a morte. Fala como funciona um crematório, coisa que eu nem sequer imaginava ter curiosidade e aos poucos ela nos deixa confortáveis com a expectativa do dia de cada pessoa chegar. É o inevitável momento da despedida, da paralisação do corpo e de o que fazem com essa carcaça que nos choca e ao mesmo tempo, os exemplos citados por ela, nos faz sentir a fragilidade humana.
Eu tenho esperança da vida após a vida e muitas vezes a singularidade dos pensamentos de Caitlin me fizeram ver que as pessoas tem direito de acreditarem no que mais acalenta suas emoções.
A perspectiva de vida do ser humano hoje em dia é melhor e sempre será mais e mais prolongada devido aos alimentos e tratamentos existentes, mas a vontade de Deus na minha opinião sempre vai imperar. Nesse ponto a observação que Caitlin faz a respeito desse assunto concordo plenamente e foi a biografia mais intensa que já tive a oportunidade de ler! Aproveitem e leiam também, além do além há o enriquecimento da nossa cultura quanto ao assunto morte. Vocês vão gostar e se chocar, acreditem.

5 comentários:

  1. Apesar de gostar muito desta capa, não é um livro que eu queira tanto ler, apesar de não descartar a leitura dele. Fiquei curiosa em relação a opinião dela a cerca da morte.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá, tudo bem?
    Amei a sua resenha e deu pra perceber que a obra é muito interessante. Infelizmente a morte é um tema que procuro evitar. Concordo com a autora "a ignorância não é uma bênção, é apenas uma forma profunda de terror” eu ainda não estou preparada para abordar esse tema.

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Tenho muita curiosidade sobre a obra e a maneira de Caitlin de encarar as coisas. Acredito que deve ser uma leitura diferente do que estou acostumada e também bastante reflexiva.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Oiii,já li outras resenha desse livro e tenho muita vontade de ler. Imagino que ele mexe conosco ao mesmo tempo que nos leva as reflexões sobre vida e morte como vc bem citou. Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olha, eu acho que um livro com um título desses, deve ter muito a oferecer, mas é só achismo, pois nunca tive o prazer de ler. Eu gosto muito quando o autor ou autora tem um texto cru, pois é impactante.

    ResponderExcluir

Comentar é dizer o que sente e o que pensa. Fique a vontade e sejam bem vindos!

Lendo